Home » , , , » A verdadeira história do Natal

A verdadeira história do Natal

Autor Jean krause on 23 de nov de 2015 | 09:04

Muitas vezes sou criticado por não comemorar ou melhor não idolatrar essa data como muitos fazem. O natal que todos comemoram não tem vinculo nenhum com o nascimento de Cristo, mas isso é tema para outro dia assim como idolatrar a São Nicolau na forma de bom velhinho que também quero abordar esse assunto aqui no blog.
Espero que leiam e entendam e deixo alguns versículos que são o maior mandamento de Deus tanto para cristãos protestantes como católicos.

Exodo 20;
1 Então, falou Deus todas estas palavras:
2 Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão
3 Não terás outros deuses diante de mim.
4 Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra
5 Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem.




A humanidade comemora essa data desde bem antes do nascimento de Jesus. Conheça o bolo de tradições que deram origem à Noite Feliz


Roma, século 2, dia 25 de dezembro. A população está em festa, em homenagem ao nascimento daquele que veio para trazer benevolência, sabedoria e solidariedade aos homens. Cultos religiosos celebram o ícone, nessa que é a data mais sagrada do ano. Enquanto isso, as famílias apreciam os presentes trocados dias antes e se recuperam de uma longa comilança.

Mas não. Essa comemoração não é o Natal. Trata-se de uma homenagem à data de "nascimento" do deus persa Mitra, que representa a luz e, ao longo do século 2, tornou-se uma das divindades mais respeitadas entre os romanos. Qualquer semelhança com o feriado cristão, no entanto, não é mera coincidência.
A história do Natal começa, na verdade, pelo menos 7 mil anos antes do nascimento de Jesus. É tão antiga quanto a civilização e tem um motivo bem prático: celebrar o solstício de inverno, a noite mais longa do ano no hemisfério norte, que acontece no final de dezembro. Dessa madrugada em diante, o sol fica cada vez mais tempo no céu, até o auge do verão. É o ponto de virada das trevas para luz: o "renascimento" do Sol. Num tempo em que o homem deixava de ser um caçador errante e começava a dominar a agricultura, a volta dos dias mais longos significava a certeza de colheitas no ano seguinte. E então era só festa. Na Mesopotâmia, a celebração durava 12 dias. Já os gregos aproveitavam o solstício para cultuar Dionísio, o deus do vinho e da vida mansa, enquanto os egípcios relembravam a passagem do deus Osíris para o mundo dos mortos. Na China, as homenagens eram (e ainda são) para o símbolo do yin-yang, que representa a harmonia da natureza. Até povos antigos da Grã-Bretanha, mais primitivos que seus contemporâneos do Oriente, comemoravam: o forrobodó era em volta de Stonehenge, monumento que começou a ser erguido em 3100 a.C. para marcar a trajetória do Sol ao longo do ano.
A comemoração em Roma, então, era só mais um reflexo de tudo isso. Cultuar Mitra, o deus da luz, no 25 de dezembro era nada mais do que festejar o velho solstício de inverno - pelo calendário atual, diferente daquele dos romanos, o fenômeno na verdade acontece no dia 20 ou 21, dependendo do ano. Seja como for, esse culto é o que daria origem ao nosso Natal. Ele chegou à Europa lá pelo século 4 a.C., quando Alexandre, o Grande, conquistou o Oriente Médio. Centenas de anos depois, soldados romanos viraram devotos da divindade. E ela foi parar no centro do Império.
Mitra, então, ganhou uma celebração exclusiva: o Festival do Sol Invicto. Esse evento passou a fechar outra farra dedicada ao solstício. Era a Saturnália, que durava uma semana e servia para homenagear Saturno, senhor da agricultura. "O ponto inicial dessa comemoração eram os sacrifícios ao deus. Enquanto isso, dentro das casas, todos se felicitavam, comiam e trocavam presentes", dizem os historiadores Mary Beard e John North no livro Religions of Rome ("Religiões de Roma", sem tradução para o português). Os mais animados se entregavam a orgias - mas isso os romanos faziam o tempo todo. Bom, enquanto isso, uma religião nanica que não dava bola para essas coisas crescia em Roma: o cristianismo.
Thiago Minami e Alexandre Versignassi
Adaptação Jean Krause

Compartilhe :

+ comentários + 19 comentários

Anônimo
1 de dezembro de 2010 01:24

Lucas.

Acho q vç tem razão ja li algumas coisas a respeito, so não entendi oque SÃO Nicolau tem haver com isso?

1 de dezembro de 2010 01:26

Em um proximo post explico melhor Lucas, Deus te abençoe!

Anônimo
17 de novembro de 2011 14:36

SÃO Nicolau é um "santo" da igreja católica e popularmente é mais conhecido como papai noél.....

Anônimo
26 de novembro de 2011 17:28

sobre as decorações bolas natalinas festão e todo essas coisas que se usam essa epóca. valderlane de goiania

28 de novembro de 2011 00:57

Gostei do post, bem explicado a origem da comemoração da data e a relação com outras religiões me esclareceu mais sobre o assunto. Pensei que já sabia muito sobre isso, mas sempre a gente se engana. Felicidades e depois dá uma lida no meu post sobre o natal.

www.conhecerjesus.blogspot.com

28 de novembro de 2011 00:59

Já estou te seguindo se quiser retribuir é só passar lá no blog.

www.conhecerjesus.blogspot.com

30 de novembro de 2011 00:05

QUERO FAZER AQUI JEAN..UM AGRADECIMENTO MUITO ESPECIAL..POR POSTAR ESTE TEXTO..COM SIGNIFICADOS EXPRESSIVOS..IMPAR..REFLEXIVO..
ENFIM...COM CONHECIMENTO DE UMA HISTÓRIA COM FASTASIAS E IDOLATRIAS.....10 PARA ESTE TEXTO E PRA VC.....DRA HELLYSSA..

Anônimo
30 de novembro de 2011 00:58

Que Jesus nao nasceu em Dezembro isso todo mundo jah sabe. Mas o que me deixa de cara eh que cristaos fiquem debatendo qual dia do ano deveriamos comemorar o Natal ou se deveriamos comemorar o Natal por ser de tradicao pagan.
Amado, use essa oportunidade para explicar o porque do nascimento de Cristo e da necessidade que temos de confiar nEle para a Salvacao de nossos pecados. Use essa oportunidade para trazer sua familia e seus amigos e vizinhos a refletirem no verdadeiro sentido do Natal. Se as pessoas querem beber, comer, trocar presentes, amem. Afinal de contas o Natal nao deixa de ser um presente de Deus para nos pecadores!

30 de novembro de 2011 01:03

Muitas coisas que usamos ou fazemos atualmente tem origem pagã. Devemos lutar sempre pela imparcialidade. Se condenarmos tudo que tem origem pagã, devemos abolir os templos religiosos (provável origem suméria), alianças de casamento (origem hindu ou egípcia), maquiagem (origem no Egito Antigo)... Mas o fato de terem essa origem nos impede de adotarmos tais costumes? Não é porque um gato preto é sinal de má sorte para os supersticiosos que eu não possa ter um de estimação.
A Páscoa, por exemplo, tem um significado para os cristãos, outro para os judeus e diversos outros para os demais povos. Algumas civilizações celebravam o fim do inverno e início da primavera no mesmo período (março). Mas o significado de cada evento depende da cultura em questão e, mais do que isso, da consciência de cada indivíduo. Será que alguém comemora o Natal pensando no diabo? Acredito que não.

Escrevi sobre o natal no meu blog:
http://estudospolemicos.blogspot.com/2010/12/o-natal-e-os-seus-simbolos.html

Abços
A paz

30 de novembro de 2011 01:09

Na minha opinião, o Natal deveria ser banido da cultura Cristã Protestante, por motivos óbvios!
Durante esta comemoração, estamos todos nos colocando em jugo desigual com incrédulos! Por que haveríamos de comemorar uma data que o Senhor não mandou que comemorássemos? E ainda fazemos isso em Seu Nome! Por que haveríamos nós de colocar um pinheiro idólatra no meio de nossas salas todo ano, e com as oferendas (presentes) aos pés dela? Por que haveríamos de compactuar com esse espírito de mamom consumista? Era hora dos pastores começarem a falar a Verdade sobre o Natal em seus púlpitos. Gostamos de criticar os Católicos por seus santos, mas no Natal nos fazemos iguais a eles! E ninguém estranha! Se vc se sentiu ofendido com o que falei, lamento, mas é a pura verdade! O Natal é sincretismo religioso! Se vc abomina os orixás do candomblé que no catolicismo são santos, vc deveria abominar o natal tb!
Pronto, falei! Ora vem Senhor Jesus!

30 de novembro de 2011 11:46

Muito Bom o seu comentário!! Concordo plenamente,nos Cristão não devemos comemorar esse natal Pagã! O Proprio Jesus nos deixou p/comemorarmos a sua Morte e Ressurreição através da Santa Ceia!! "Fazei isto em memoria de Mim!!!

30 de novembro de 2011 11:49

Seguindo o raciocínio da irmã então deveriamos comemorar todas as festaz comemoradas pelos judeuz e da forma como o fazem pois são ordenados pelo Senhor.

Anônimo
30 de novembro de 2011 13:46

Olá Jean raça e Paz.
Parabéns pelo blog já estou seguindo.
gostaria também de compartilhar com vc o nosso blog. Se desejares faça-nos uma visita ficaremos felizes, mais ainda se nos seguir-nos
Josiel Dias
mensagem Edificante para alma
http://josiel-dias.blogspot.com
Rio de Janeiro

Anônimo
30 de novembro de 2011 19:10

É sempre bom esclarecer esses assuntos, pois muitos (principalmente cristãos) ainda continuam nessas tradições. Devemos cultuar sim Aquele que é o único e Soberano, Jesus Cristo. Deus os abençõe!

2 de dezembro de 2011 08:15

Pecamos por não conhecer a palavra de Deus,e vc esta nos informanos,e evangelizando parabéns.

12 de dezembro de 2011 07:34

Muito esclarecedor, obrigado pela aula! Um grande abraço!

15 de dezembro de 2011 12:42

Leia também a continuação do post
http://jeankrause.blogspot.com/2011/12/o-nascimento-do-natal-e-seus-simbolos.html

29 de março de 2014 07:46

good information

6 de fevereiro de 2015 02:12

very very good..

Postar um comentário

Concorde, discorde ou critique, mas sempre com educação.

Não serão aceitos:
- Palavrões e xingamentos dirigidos a qualquer pessoa, grupo ou entidade.
- Expressões racistas ou preconceituosas.

O autor não se obriga a aceitar comentários:
- Com único intuito de propaganda.
- Anônimos sem identificação na mensagem*.
- Duplicados.
- Relacionados à parceria (envie pedido/recado por email).
- Não relacionados ao assunto da postagem.

* Recomendo que faça o comentário conectado à sua conta do Google ou à outra qualquer. Embora comentários anônimos possam ser aceitos, caso opte por isto, identifique-se, no final de sua mensagem. Obrigado!

 
Support : ALLIANCE | Lindas Mensagens | Blog da Missionária
Copyright © 2012. Blog do Adorador - All Rights Reserved
Template Criado por Creating Website Publicado por Blog do Adorador
Site mantido pelo Blogger